A Diretoria Executiva do  SINDICATO DOS FARMACÊUTICOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS - SINFARMIG, entidade sindical de 1º grau, devidamente registrada no Ministério do Trabalho e Previdência Social, representante de todos os farmacêuticos do Estado de Minas Gerais, nos termos do seu Estatuto Social, CONVOCA para atender aos artigos 578, 579 e 583, da CLT, com as alterações da Lei n. 13.467/2017, TODOS os farmacêuticos associados ou não ao Sindicato para participarem da Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 26/12/2019, às 11:00 horas em primeira convocação e às 11:30 horas em segunda convocação, na sede do Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Minas Gerais, localizada à Rua Tamoios, n. 462, 12º andar, sala 1205, Centro, na Cidade de Belo Horizonte/MG, para deliberação sobre a seguinte ordem do dia: a) Autorização da cobrança da Contribuição Sindical – exercício 2020,  dos profissionais liberais farmacêuticos; b) Autorização da cobrança da Contribuição sindical – exercício 2020 dos empregados farmacêuticos; c) Autorização para propositura da ação de cobrança/execução da contribuição sindical/2020 no caso de descumprimento dos empregadores ao atendimento do art. 582, da CLT. Belo Horizonte, 19 de dezembro de 2019 – Diretoria Executiva do Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de MG.

Os farmacêuticos e técnicos em farmácia da rede de atenção à saúde da Prefeitura Municipal de Ipatinga vêm a público demonstrar sua imensa indignação e repúdio em resposta à reportagem “Desvio de medicamentos é detectado em Ipatinga e processos punitivos abertos”, publicada de forma prematura e irresponsável no portal Diario do Aço e no da Prefeitura, e em outros meios de comunicação, nos dias 03 e 04/12/2019.

A Prefeitura de Ipatinga, ao divulgar os resultados do trabalho de auditoria interna sobre as possíveis divergências na Assistência Farmacêutica do município compromete o trabalho de toda uma equipe que há anos está empenhada em assegurar um atendimento farmacêutico de qualidade no município, prezando pela saúde dos pacientes. Ao citar o suposto desvio de medicamentos, de forma generalizada,  comprometeu toda a equipe de trabalho, que passou a sofrer ataques nas redes sociais com ameaças, difamações e calúnias.

Os farmacêuticos e técnicos em farmácia das unidades de saúde suportam uma grande carga de trabalho, com filas enormes de atendimento, utilizando equipamentos inadequados em estruturas precárias e ainda tendo que lidar com a angústia e estresse de informar aos pacientes sobre falta de medicamentos essenciais aos tratamentos. Estes profissionais da ponta do serviço é que vivem o dia a dia dessa batalha entre o acesso ou não de medicamentos fundamentais à sobrevivência

 A matéria divulgada, no entanto, não informa que o desabastecimento de medicamentos na rede pública é, muitas das vezes, devido a problemas diversos com fornecedores, seja por não pagamento pelo governo municipal ou por desabastecimento de alguns medicamentos no  mercado farmacêutico. Problemas que não estão sob a responsabilidade desses profissionais, estão sendo depositadOs sobre os seus ombros. Para agravar a situação, agora estes servidores têm que lidar com a ira da população nas redes sociais, provocada por essa reportagem, no mínimo, precipitada e irresponsável.

A matéria aponta ainda a necessidade de implementação de sistema de prescrição de medicamentos em programa informatizado, mas é omissa em dizer que essa já é uma reivindicação antiga da categoria e que há anos é obrigada a refazer prescrições de outros profissionais de saúde pela falta de acesso destes à computadores ou por simplesmente ignorarem o Manual de Normas e Rotinas das Farmácias do município. E afirmamos ainda que todos os fluxos e padrões de entrega de medicamentos estão condizentes com diretrizes nacionais, bem como acordadas entre os diferentes setores da Secretaria de Saúde.

A auditoria interna deveria ter como objetivo a melhoria dos processos, e a divulgação precoce desta informação foi inconsequente e desonrosa a toda a categoria, visto que apresentou todos os funcionários relacionados à assistência farmacêutica municipal como os vilões da prefeitura.

A assistência farmacêutica vai além da compra e dispensação de medicamentos nas unidades de saúde, pois engloba o trabalho de seleção das melhores opções disponíveis no mercado, dentro do limite do orçamento do município, bem como a compra de cada comprimido, pensando na saúde das pessoas que habitam a cidade. E dispensar um medicamento não é somente entregar o que está na receita, mas também avaliar todas as informações contidas na prescrição e ao mesmo tempo atender as necessidades de saúde do paciente, um trabalho que farmacêuticos e técnicos em farmácia exercem com honra e dignidade.

Diante do exposto, face aos prejuízos causados à imagem da equipe de profissionais e técnicos em farmácia da rede de atenção à saúde do município de Ipatinga, solicitamos pronta manifestação de retratação, para bem da justiça a ser feita à equipe de trabalho, em todos os meios de divulgação em que a matéria foi veiculada.

Profissionais e técnicos em farmácia da rede de atenção à saúde do município de Ipatinga

 

Finalmente, acordamos as negociações,  após quase 08 (oito) meses após entrega da nossa Pauta de Reivindicações para os (as) colegas que trabalham na área de indústria de medicamentos, química e cosmética, abrangidas pelo Sindicato da Indústrias Farmacêuticas e Quimicas de Minas Gerais  - Sindusfarq.

A CCT 2019/2020 já está prestes a ser assinada por ambas entidades e logo será disponibilizada em nosso site. Orientamos as (os)  colegas a buscarem/cobrarem em seus locais de trabalho, o devido cumprimento.

Importante destacar que obtivemos GANHO REAL no reajuste salarial perfazendo 6,02% (seis inteiros e dois centésimos) retroativo a 1º de março de 2019 aplicáveis sobre o salário de março de 2017, para   os   empregados   cujos   salários   vigentes   em      de   março   de   2017 alcançavam até R$ 9.300,00 (nove mil e trezentos reais)

O pagamento das parcelas retroativas estão previstas para o mês de dezembro e de janeiro. Fiquem atentos!

 Para   os   empregados   cujos   salários   vigentes   em      de   março   de   2017 alcançavam acima de R$ 9.300,00 (nove mil e trezentos reais) será concedido um aumento   ou   reajuste   salarial   único   no   valor   de  R$   559,86  (quinhentos   e cinquenta e nove reais e oitenta e seis centavos) retroativo a 1º de março de 2019.

Outra conquista importante: foi mantido  o ADICIONAL DE RESPONSABILIDADE   TÉCNICA. Para profissionais que exerçam a responsabilidade técnica, faz jus ao pagamento mensal de adicional de 25% (vinte e   cinco   por   cento)   do   seu   salário   base.  Excetuando-se dessa conquista , os farmacêuticos que, na data da vigência desta convenção, já percebiam o referido percentual, de forma destacada,
ou para aqueles que já recebiam, de forma englobada, em sua remuneração

As  FALTAS JUSTIFICADAS, outra conquista histórica dos farmacêuticos, que prevê que os (as) farmacêuticos(as)  terão abonadas suas faltas em número de até  15   (quinze) dias por ano, para participar de  congressos,  reuniões, simpósios, encontros técnicos e cursos de pós-graduação, desde que ligados à função exercida na empresa e  pré-avisem o empregador com antecedência mínima de 72 (setenta e duas) horas e comprovem o seu comparecimento através do atestado ou certificado.

Entendemos que, em meio a um ano tão difícil para os trabalhadores em geral, onde segundo o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)/ em pesquisa da PNAD/2018, informa que  27,7 milhões de trabalhadores estão subutilizados (entre desempregados, desalentados, jornada insuficiente) no Brasil, o que corresponde a 24,7% da força de trabalho no país, o maior percentual desde 2012.

Podemos dizer que, neste quadro adverso, toda e qualquer conquista e mesmo manutenção dela é um grande desafio nas negociações e devem ser objeto de busca/luta permanente. Esperamos que na próxima negociação possamos avançar mais, aos poucos, de forma permanente, sem retrocesso, mesmo com as adversidades colocadas.

Somos esperançosos de tempos melhores... sempre! Sigamos em frente! Grande abraço! Diretoria do Sinfarmig

 

 

Ficam convocados todos os associados em dia com a Anuidade Social Sindical para a ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA que se realizará na sede desta Entidade, à Rua Tamoios, nº 462, 12º andar, sala 1205 – Centro – Belo Horizonte/MG, no dia 29 de novembro de 2019, às 18:30 horas em primeira convocação, a fim de tratar dos seguintes assuntos: a) Leitura e apreciação da ata da Assembleia Geral anterior; b) Leitura e votação das contas e balanço do exercício de 2018 e do respectivo parecer do Conselho Fiscal; c) Leitura e votação da Previsão Orçamentária para o exercício de 2020 e do respectivo parecer do Conselho Fiscal. Havendo falta do número legal, a Assembleia será realizada trinta minutos depois, em segunda convocação, no mesmo dia e local e com qualquer número de presentes. Belo Horizonte, 25  de novembro de 2019. Farmº Rilke Novato Públio - Diretor da Secretaria de Administração e Finanças do  do SINFARMIG. 

Mais Artigos...