13/11: Profissionais da área de saúde se reúnem na UFMG para debater sobre medicalização da vida

Notícias

 

 

O Seminário de reativação do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade de Belo Horizonte e Região Metropolitana foi realizado na última sexta-feira, 10/11, no auditório Professor Luiz Bicalho, na Fafich – UFMG, com a presença de educadores, estudantes e profissionais da área de saúde. Um dos objetivos do seminário foi também apresentar a política e ações que serão desenvolvidas para a população.

A abertura foi realizada pela Coordenadora do Núcleo BH e membro do Fórum desde a primeira fase (2013), a psicóloga Amanda Ferraz Oliveira e a também psicóloga Luciana Amorim. Elas atuam juntas e apresentação o Núcleo aos participantes. A Conferência ficou a cargo da psicóloga e Mestre Agnes Fonseca Ribeiro Filardi, que apresentou sua pesquisa de doutorado sobre o uso de psicotrópicos por adultos na vida cotidiana.

A mesa redonda contou com a participação do diretor do Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig, Rilke Novato, que é especialista em vigilância sanitária e em saúde pública; da diretora presidente do Crefono viagra pas cher 6, Gabriela Cintra, que é fonoaudióloga especialista em audiologia, do Reinaldo da Silva, psicólogo doutor em ciência da religião, conselheiro da XV plenária do CRP, e Ivan Ervilha, fisioterapeuta, especialista em fisioterapia respiratória em terapia intensiva. Eles debateram os Processos de Medicalização em suas respectivas áreas.

O ponto alto do Seminário foi a participação do público com perguntas e comentários sobre o tema, que para os organizadores do Fórum é o marco de formalização da luta em BH e Região, contra a medicalização da vida e da sociedade. 

O Fórum tem parceria do Sinfarmig, do Conselho Regional de Psicologia de Minas Gerais – CRP/MG e do Conselho Regional de Fonoaudiologia – Crefono e apoio da Fafich UFMG e da Livraria do Psicólogo. 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicado em 1311/17