07/11: Remuneração abaixo do piso salarial leva Sinfarmig a enviar novos ofícios a prefeituras do interior

Notícias

 

 

 

A remuneração muito abaixo do Piso Salarial é o principal motivo para o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig ter enviado este ano diversos ofícios para administrações municipais do interior do Estado nos últimos meses. Uma das últimas correspondências enviadas oficialmente pela entidade sindical foi direcionada à Prefeitura Municipal de Rio Piracicaba. 

 

Ao tomar conhecimento do salário pago aos farmacêuticos na cidade, o Sinfarmig enviou a correspondência ao prefeito da cidade solicitando a adequação. O Sinfarmig solicitou o reconhecimento da atividade profissional e garantia das condições dignas para desenvolvimento das atividades.

 

Na luta pelo tratamento isonômico aos profissionais farmacêuticos o Sinfarmig vem destacando a importância do repasse do incentivo do Programa Farmácia de Todos diretamente e integralmente para o farmacêutico responsável técnico pela Unidade de Farmácia vinculada ao citado Programa. 

 

No ofício, a diretoria da entidade explica que no caso do município de Rio Piracicaba esta previsão é garantida com base na Lei Municipal 2221/2013 respaldada também pelo próprio Estatuto do Servidor Municipal Lei n.. 2.042, DE 14/12/2006, que também prevê recebimento de gratificações, incentivos e adicionais. 

 

O Sindicato argumenta, ainda, que o Programa Farmácia de Todos, prevê o repasse de valor financeiro como incentivo/auxílio ao desempenho das diversas atividades farmacêuticas nos municípios, além das responsabilidades neste setor da Saúde Pública. 

 

A entidade lembra que o repasse diminui a evasão dos profissionais no serviço público e garante a atuação dos profissionais com jornada de 40 horas semanais sem nenhum gasto para o município. 

 

O Sinfarmig reforça a importância dos avanços no campo da Assistência Farmacêutica no município de Rio de Piracicaba e aposta na busca de uma política de saúde pública que traga cada dia mais benefícios à população.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig 

 

Publicado em 07/11/17