Negociação Jornada 12X36

 

 

O descumprimento de legislação trabalhista, súmula 444 do Tribunal Superior do Trabalho - TRT foi novamente motivo de mais uma mediação entre o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig e os hospitais que adotam prática ilegal da jornada 12X36. A expectativa para esta nova reunião foi apreciar uma contraproposta prometida pelas entidades patronais no mês passado. A mediação foi realizada na manhã desta terça-feira, 18/04, na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Minas Gerais (SRTE) à rua Tamoios, 596, Centro de Belo Horizonte. 

Os representantes dos hospitais mineiros estiveram reunidos com o Sindicato dos Hospitais Clínicas e Casa de Saúde de Minas – Sindhomg. A entidade patronal teria se comprometido a fazer uma Assembleia Geral para se posicionar sobre as reivindicações dos farmacêuticos. Entretanto, como não foi apresentado qualquer cronograma os hospitais foram alertados sobre os riscos da jornada irregular. O mediador da SRTE, Reginaldo Soares de Mattos, ressaltou que após denúncia existe a possibilidade de autuação em caso de ação fiscal. Ele lembrou que a presente negociação não exime as empresas desses eventuais procedimentos legais. 

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) existente entre o Sinfarmig e a entidade patronal não possui cláusula sobre a jornada 12x36. Sendo assim, os Hospitais que contratam farmacêuticos para esta escala deverão aderir ao acordo coletivo com o Sinfarmig. Sem este instrumento as instituições de saúde não estão autorizadas a exigir do empregado este regime.

Na reunião do dia 15/03, os representantes legais dos hospitais haviam solicitado prazo para negociações internas e diálogo com a entidade patronal. O objetivo seria apresentar uma contraproposta para regularização das jornadas de trabalho 12X36 e fixação de piso salarial para os farmacêuticos hospitalares. 

Com isso, o Sindhomg retoma as negociações e será convocado para a próxima reunião de mediação ao lado dos 15 hospitais denunciados pelo Sinfarmig  na SRTE no dia 08/05, às 14h. 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicado em 18/04/17

 

 

 

 

Campanha Salarial 2017 – Farmácias, Drogarias e Distribuidoras

 

 

Os farmacêuticos que atuam em farmácias, drogarias e distribuidoras em Minas Gerais têm uma data bem importante agendada no calendário de lutas. Na próxima quarta-feira, 19/04, às 10h, na sede do Fecomércio haverá nova rodada de negociações em torno da campanha salarial 2017. A reunião pode definir os rumos do movimento da categoria.

 

No dia 06/04, o Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Minas Gerais (Sinfarmig) começou a negociação coletiva com o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Minas Gerais (Sincofarma/MG). A entidade patronal ofereceu proposta de reajuste salarial de 4,7%  correspondente ao INPC acumulado no período de 1º de março de 2016 até 28 de fevereiro de 2017.

 

Na ocasião a diretoria da entidade sindical fez argumentações sobre a necessidade de ganho real para os farmacêuticos já que o percentual oferecido somente faria a reposição das perdas inflacionárias. Para fazer frente a alegação da crise, o Sinfarmig mostrou dados da IMS Health divulgados pela Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), que mostravam um mercado farmacêutico movimentando R$ 85,35 bilhões em 2016 com vendas realizadas somente em drogarias.

 

O Sindicato deseja avanços na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) além de reajuste no Piso Salarial. Importante ressaltar que a nova reunião é necessária para tentar negociar outros pontos da pauta que foi apresentada aos patrões com mais de 40 cláusulas.

 

A entidade sindical conta com toda a categoria para participar das reuniões de negociação. “As nossas conquistas dependem diretamente do envolvimento e da mobilização dos farmacêuticos. Sem eles não há luta e não há força para conquistarmos mais” afirmou a diretora Júnia Lélis. 

 

 

Serviço:

2 ª Reunião de Farmácias, Drogarias e Distribuidoras – CCT 2017

Data: 19/04/2017

Local: Fecomércio MG (Rua Curitiba, 561 - Centro - BH/MG)

Horário: 10h

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

 

Publicada em 12/04/17

 

 

 

Está marcada para o dia 18/04, às 9h30, na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Minas Gerais (SRTE) uma nova reunião de mediação entre representantes de hospitais mineiros e o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig. A intenção é tratar do descumprimento de legislação trabalhista e avaliar uma contraproposta para a jornada 12X36, que será apresentada pela entidade patronal.

As entidades patronais que participaram da última mediação na SRTE alegaram que desconheciam parte da pauta de reivindicações dos farmacêuticos e também da negociação para regulamentação das jornadas especiais que vinha sendo realizada com o Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde do Estado de Minas Gerais – Sindhomg.

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) existente entre o Sinfarmig e a entidade patronal não possui cláusula  sobre a jornada 12x36. Sendo assim, os Hospitais que contratam farmacêuticos para esta escala deverão fazer um acordo coletivo com a entidade sindical. Sem este instrumento as instituições de saúde não estão autorizadas a exigir do empregado este regime.

Na reunião do dia 15/03, os representantes legais haviam solicitado prazo de pelo menos um mês para realizar paralelamente às negociações internas com os hospitais para realizarem acordos individuais. Eles prometeram  dialogar com a entidade patronal e apresentar uma contraproposta visando fechar um instrumento coletivo para regularizar as jornadas de trabalho 12X36 para todos os farmacêuticos hospitalares do estado.

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicado em 10/04/17

 

 

 

 

Campanha Salarial 2017 – Farmácias, Drogarias e Distribuidoras

 

 

Nesta quinta-feira, 06/04, o Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Minas Gerais (Sinfarmig) iniciou as negociações coletivas da Campanha Salarial 2017 para os farmacêuticos que atuam em farmácias, drogarias e distribuidoras de medicamentos. 

 

Na primeira reunião o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Minas Gerais (Sincofarma/MG), ofereceu proposta de reajuste salarial de 4,7%  correspondente ao INPC acumulado no período de 1º de março de 2016 até 28 de fevereiro de 2017.

 

Entretanto, a diretoria do Sinfarmig defendeu que o farmacêutico deve ter um aumento no salário (ganho real) e não só reposição das perdas inflacionárias. A diretora do Sinfarmig, Junia Lelis, alegou que dados da IMS Health divulgado pela Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma) mostram que mercado farmacêutico movimentou R$ 85,35 bilhões em 2016 com vendas realizadas somente em drogarias jogando por terra o argumento da crise.

 

A entidade sindical solicitou nova rodada de negociações aos empresários com o intuito de avançar mais no reajuste. Uma nova reunião ficou agendada para dia 19/04, às 10 horas. 

 

A diretoria do Sinfarmig, juntamente com a assessoria jurídica da entidade, havia solicitado avanços na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) além do reajuste no Piso Salarial. Só para se ter uma ideia a pauta de reivindicações construída pelos farmacêuticos em Assembleia no dia 31/01 conta  com mais 40 cláusulas.

 

Por estar num momento crucial da campanha, a entidade sindical convoca toda a categoria a participar das reuniões de negociação. “A  participação de cada um é fundamental para avançarmos e garantirmos nossos direitos”. 

 

 

Serviço:

2 ª Reunião de Farmácias, Drogarias e Distribuidoras – CCT 2017

Data: 19/04/2017

Local: Fecomércio MG (Rua Curitiba, 561 - Centro - BH/MG)

Horário: 10h

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicada em 07/04/17

 

 

 

Em virtude do feriado da Semana Santa, o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais (Sinfarmig) anuncia para a categoria alteração no funcionamento da entidade localizada na Rua dos Tamoios, 462/12º andar, Centro, Belo Horizonte. Não haverá expediente para atendimento externo na próxima quinta-feira, 13/04, e na sexta-feira, 14/04. O Sinfarmig voltará a atender normalmente na próxima segunda-feira, dia 17/04. Acompanhe as informações do seu interesse pelo www.sinfarmig.org.br

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicada em 11/04/17

 

 

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta segunda-feira (10/4) a comercialização do lote 38736 (Val 12/2017) do medicamento Atenolol comprimido de 25mg. O medicamento genérico era fabricado pela empresa Vitamedic Indústria Farmacêutica Ltda e está suspenso.

De acordo com laudo emitido pela Fundação Ezequiel Dias/FUNED, o lote do medicamento para hipertensão arterial 38736 apresentou resultado insatisfatório no ensaio (valores de dissolução abaixo da especificação sanitária).

Em função disso, a Anvisa determinou que a empresa Vitapan recolhesse o estoque existente no mercado o lote do genérico.

 

Clorexidina suspensa

Outra medida sanitária também publicada no Diário Oficial da União (DOU) foi a suspensão do lote M22926 do medicamento Clorexidina da empresa Vic Pharma Indústria e Comércio Ltda. O lote de Gliconato de Clorexidina, portanto, foi suspenso tanto na distribuição, como na comercialização e no uso.

Laudos de análises emitidos pelo Instituto Adolfo Lutz mostraram resultados insatisfatórios relacionados à contagem de bactérias. Deste modo, o que motivou a suspensão do lote de Clorexidina, solução tópica 1%, foi o limite não obedecido de bactérias aeróbias mesófilas.

A resolução RE 917/17 que suspende o lote M22926 do medicamento determina, também, que a empresa recolha as unidades relativas ao produto destacado.

 

Fonte: Anvisa

Publicado em 10/04/17

 

 

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditou o lote 3415 do medicamento Benzol (albendazol) comprimidos 400 mg por ter apresentado resultado insatisfatório de análise laboratorial. 

 A interdição do lote 3415 do vermicida Albendazol ocorreu nesta quarta-feira, 05/04 depois que a Fundação Ezequiel Dias (Funed) considerou o resultado insatisfatório quanto ao ensaio de dissolução do medicamento do lote do composto anti-helmíntico e antiparasitário.

O lote 3415 do medicamento Benzol (albendazol), fabricado pela empresa Green Pharma Química e Farmacêutica Ltda está interditado em todo o território nacional.

 

Fonte: Anvisa

Publicado em 06/04/17

 

Mais Artigos...