Campanha Salarial 2017 – Farmacêuticos de Transportadoras

 

Pela primeira vez o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig fará uma Campanha Salarial para os farmacêuticos que atuam em transportadoras no estado de Minas Gerais. E é por isso que todos estão sendo convocados a participar da Assembleia Geral extraordinária que vai debater e elaborar a pauta de reivindicações da categoria para o ano de 2017. A reunião está marcada para a próxima segunda-feira, 15/05, às 18h30, na sede do Sinfarmig.

A entidade sindical lembra que este é o momento mais importante e oportuno em que toda categoria pode participar e discutir os pontos de interesse coletivo como remuneração, as condições de trabalho e os direitos dos farmacêuticos deste segmento.

“Acreditamos que a participação de cada profissional na campanha é que faz a diferença. Quanto mais opiniões diversas melhor a pauta representará os anseios da categoria”, afirma a diretora do Sinfarmig Júnia Lélis.  

A Assembleia é pública e aberta a todos os farmacêuticos do Estado, sindicalizados ou não que serão beneficiados com os avanços que forem obtidos em Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

Sinfarmig ressalta que é importante a divulgação entre os profissionais de modo que todos participem e fortaleçam a luta rumo as melhorias para este importante setor da profissão farmacêutica.

 

Confira o edital de convocação:

 

SINDICATO DOS FARMACÊUTICOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS – SINFARMIG - EDITAL DE CONVOCAÇÃO – O Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Minas Gerais – SINFARMIG, na forma estatutária, convoca todos os farmacêuticos que são empregados em empresas de transportes de  cargas farmacêuticas na base territorial compreendida no Estado de Minas Gerais,  para Assembleia Geral Extraordinária, a realizar-se no dia 15 de maio de 2017, na sede do SINFARMIG situada na Rua Tamoios, 462, 12º andar, sala 1205, Centro– Belo Horizonte/MG, às 18:30 horas em primeira convocação, ou às 19:00 horas em segunda convocação com qualquer número de farmacêuticos presentes, para deliberar por maioria simples dos presentes sobre a seguinte ordem do dia: a) Discussão e aprovação da pauta de reivindicações a ser encaminhada ao Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais para formalizar o primeiro  instrumento normativo de trabalho; b) autorizar a diretoria do SINFARMIG a empreender negociações e celebrar convenção coletiva de trabalho com a respectiva representação  patronal; c) autorizar o Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Minas Gerais a ajuizar dissídio coletivo se frustradas as negociações; d) aprovação da taxa assistencial a favor do Sindicato Profissional; e) outras deliberações conseqüentes. Belo Horizonte, 10 de maio de 2017.  Diretoria Executiva do Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Minas Gerais – SINFARMIG.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicada em 09/05/17

 

 

 

Perspectivas profissionais no atual cenário brasileiro é o assunto que será abordado pelo Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig na Semana do Empreendedorismo Farmacêutico – SEFARM da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) na próxima quarta-feira, 10/05, às 17h. O evento é promovido anualmente pela empresa Farmácia Júnior Consultoria, da Faculdade de Farmácia da UFMG.

 

A XII edição do SEFARM, que começou no dia 08/05 irá até o dia 12/05 com workshops e palestras destinadas aos acadêmicos do curso, além de farmacêuticos e demais profissionais da área de saúde. 

 

A programação científica promove contato com novos conteúdos e abordagens diferenciados daqueles já trabalhados na graduação e pós-graduação, proporcionando a possibilidade de enriquecimento profissional.

 

Pensando nisso é que a Coordenação da SEFARM buscou o apoio do Sinfarmig que será representado pelo diretor Rilke Novato falando sobre os desafios e perspectivas do ambiente profissional do farmacêutico.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicada em 09/05/17

 

 

 

 

Regra para serviços de vacinação será atualizada para permitir que farmácias façam vacinação. Previsão está na Lei 13.021/2014. As regras para o funcionamento dos serviços de vacinação estão em discussão pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa. O principal motivo é adequar às normas atuais para que as farmácias também apliquem vacinas com o mesmo controle e segurança que já é adotado nos serviços tradicionais de vacinação.

A previsão deste tipo de serviço foi criada pela Lei 13.021/2014. Porém, a norma atual não se aplica de forma clara para as farmácias e drogarias. Esses locais não têm um histórico de armazenamento e aplicação, por isso, precisam fazer adequações caso queiram oferecer a atividade.

As vacinas são medicamentos específicos que necessitam de condições especiais de conservação, além da aplicação por um profissional habilitado para este trabalho. As farmácias e drogarias que pretendem fazer vacinação deverão ter uma infraestrutura específica que inclui a sala de imunização com equipamento de refrigeração exclusivo para vacina e recipiente para o descarte de materiais perfurocortantes, entre outros.

Os serviços de vacinação, incluindo as farmácias, também precisam ter um sistema de controle para garantir a conservação desses medicamentos em casos de falta de energia ou necessidade de transporte.

 

Participe agora da Consulta Pública de Serviços de Vacinação.

Consulta Pública 328/17: Veja o texto proposto da norma.

Prazo: até o próximo dia 31 de maio.

Como contribuir: acesse formulário eletrônico.

 

As Consultas Públicas são o principal instrumento de participação social utilizado pela Anvisa para recolher contribuições dos interessados sobre as propostas regulatórias e assim subsidiar a tomada de decisões da Agência sobre determinado ato normativo.  

 

Fonte: Anvisa

Publicada em 05/05/17

 

 

 

 

Farmácias, Drogarias e Distribuidoras

 

Negociação: Sinfarmig x Sincofarma - Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Minas Gerais

 

Assembleia para elaboração/aprovação da pauta de reivindicações: 31/01/17

 

 Data-base: 1º de março

 

Negociações: encerradas (Assinatura da nova Convenção Coletiva de Trabalho (CCT)  no dia 05/05/17) – em breve no site www.sinfarmig.

 


 

 

Farmacêuticos Industriais

 

Negociação: Sinfarmig x Sindusfarq - Sindicato das Indústrias  de Produtos Farmacêuticos e Químicos para fins Industriais no Estado de Minas Gerais

 

Assembleia para elaboração/aprovação da pauta reivindicações: 07/02/17

 

Data-base: 1º de março

 

Negociação em andamento. Uma das principais reivindicações é um piso salarial para a categoria. Também estão incluídas entre as solicitações 30% de adicional para o responsável técnico, a criação, pelos empregadores da Indústria, de um plano de cargos, carreiras e salários; a valorização por tempo de trabalho e a disponibilização do ticket alimentação.    

 

 


 

 

Farmacêuticos Analistas Clínicos

 

Negociação: Sinfarmig x Sindlab - Sindicato dos Laboratórios de Patologia, Pesquisa e Análises Clinicas de Minas Gerais

 

Assembleia para elaboração/aprovação da pauta de reivindicações: 24/04/17

 

Data-base: 1º de maio

 

Negociação: primeira reunião de negociação realizada no dia 04/05/17 terminou sem acordo. Uma nova rodada será agendada ainda neste mês. 

 

 


 

 

Farmacêuticos de Transportadoras

 

Negociação: Sinfarmig x Setcemg - Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais

 

Assembleia para elaboração/aprovação da pauta de reivindicações: 15/05/2017

 

 Data-base: 1º de maio

 

Negociação: inicia após aprovação da pauta na Assembleia

 

 


 

 

Farmacêuticos Hospitalares

 

Negociação: Sinfarmig x Sindhomg - Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde do Estado de Minas Gerais

 

Assembleia para elaboração/aprovação da pauta de reivindicações: 02/05/2017

 

Data-base: 1º de junho

 

Negociação: primeira rodada agendada para 08/05/2107

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Atualizado e Publicado em 05/05/17

 

 

 

 

Mais uma reunião de negociação coletiva foi realizada nesta segunda-feira, 08/05, entre o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig e o Sindicato dos Hospitais Clínicas e Casa de Saúde de Minas – Sindhomg na  Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Minas Gerais (SRTE) . Também compareceram os 15 hospitais que foram denunciados pelo Sinfarmig por praticarem ilegalmente a jornada 12x36. A partir de agora a mediação não tratará somente da jornada 12X36, mas de toda a pauta de reivindicação dos farmacêuticos hospitalares (incluindo a Campanha Salarial 2016/2017).

Os representantes patronais pediram prazo até dia 23/05, quando realizarão uma Assembleia Geral Extraordinária para avaliarem um piso salarial para os farmacêuticos hospitalares entre outras reivindicações feitas pelo Sinfarmig. Em troca os patrões pretendem legalizar a jornada 12x36 em Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). O descumprimento de legislação trabalhista, súmula 444 do Tribunal Superior do Trabalho - TRT vem sendo motivo de mediação. 

O Sinfarmig alertou sobre a urgência em resolver as pendências e ter um acordo para legalizar a jornada 12X36. O Sindicato patronal se comprometeu em apresentar uma proposta na próxima reunião dia 24/05, às 8h, após a Assembleia do Sindhomg com representantes de todos os hospitais do Estado.  

A CCT existente entre o Sinfarmig e a entidade patronal não possui cláusula sobre a jornada 12x36. Sendo assim, os Hospitais que contratam farmacêuticos para esta escala deverão aderir ao acordo coletivo com o Sinfarmig. Sem este instrumento as instituições de saúde não estão autorizadas a exigir do empregado este regime. 

O Sinfarmig lembrou que está pendente o reajuste salarial para os farmacêuticos hospitalares desde junho de 2016 e que as decisões tomadas deverão ser retroativas a esta data. 

 

Serviço:

Reunião:  Sindhomg e hospitais denunciados com Sinfarmig

Data: 24/05

Horário: 8h

Local:  SRTE - Rua dos Tamoios, 596 – Centro - Belo Horizonte

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicado em 08/05/17

 

 

 

 

Todo dia 05 de maio, a categoria farmacêutica realiza a campanha para alertar a sociedade sobre os perigos do uso inadequado de medicamentos, para conscientizar a população sobre os riscos da automedicação. 

Dados de 2013 do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicos do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fiocruz mostram que a intoxicação por medicamentos é responsável pelo maior número de casos notificados no país. Do total de 42.128 casos relatados, 11.985 foram por medicamentos o que representa 28,45%. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (Nairóbi, Quênia, 1985), o uso racional é verificado quando pacientes recebem medicamentos apropriados para suas condições clínicas. Isso ocorre se for ministrado em doses corretas de acordo com as suas necessidades individuais, por um período adequado e ao menor custo para si e para a comunidade.

A Federação Nacional dos Farmacêuticos – Fenafar mantém forte atuação no tema. A luta histórica da entidade é para que as farmácias sejam consideradas pelo governo brasileiro como estabelecimentos de saúde. Há uma compreensão de que o medicamento é um insumo de saúde e não uma mercadoria e, portanto, não pode ser vendido em prateleira sem qualquer tipo de orientação profissional qualificada sobre o seu uso. A categoria profissional habilitada para esta atividade é a farmacêutica.

Veja abaixo o folder da Fenafar sobre a Campanha pelo Uso Racional de Medicamentos:

 

 

 

Fonte: Fenafar

Publicada em 05/05/17

 

 

 

 

Campanha salarial  2017 - Farmacêuticos de Farmácias, Drogarias e Distribuidoras

 

Apesar do cenário pouco favorável para as negociações, Sinfarmig conseguiu evitar perdas salariais para os farmacêuticos de farmácias, drogarias e distribuidoras. O reajuste conquistado será retroativo a data-base da categoria, 1º de março.

 

 

O Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig  acaba de assinar  a  Convenção Coletiva de Trabalho – CCT 2017 para os profissionais do setor de farmácias, drogarias e distribuidoras de medicamentos.  Para ser legitimado o acordo feito com o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Minas Gerais (Sincofarma/MG) entra na fase de transmissão e homologação junto ao Ministério do Trabalho e Emprego. 

 

Segundo o documento, as eventuais diferenças salariais decorrentes da aplicação da presente CCT, relativas aos meses de março e abril de 2017 “deverão” ser pagas juntamente com a folha de pagamento do mês de maio.

 

A proposta de reajuste salarial final para a categoria farmacêutica foi de 4,7%. O valor é equivalente a variação do Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) nos 12 meses anteriores a data-base do profissional (entre março de 2016 e fevereiro de 2017). 

 

Vale ressaltar que mesmo com toda dificuldade enfrentada na negociação, o piso salarial dos farmacêuticos mineiros ainda é um dos maiores do Brasil, conseguindo manter o poder aquisitivo diante da inflação dos períodos.

 

  

Confira na tabela abaixo o Piso Salarial em 2017 para diferentes jornadas e a referência para hora normal e horas extraordinárias.

  

 

44 horas semanais – R$ 4.315,99

40 horas semanais – R$ 3.923,62

30 horas semanais – R$ 2.942,72

20 horas semanais – R$1.961,81

 

 

Hora normal  -       R$19,62

Hora extra 50% -    R$29,43 

Hora extra 100% -  R$39,24 (Domingos e Feriados)

 

 

Caso a proposta de emprego  não esteja de acordo com o previsto na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), o Sinfarmig recomenda que os farmacêuticos  denunciem para que sejam tomadas as providências cabíveis junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT), Conselho Regional de Farmácia (CRF/MG), Federação do Comércio – Fecomércio/MG e Sincofarma/MG. A CCT homologada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (TEM) tem força de “Lei” e deve ser cumprida na íntegra. 

 

Assim que for homologada a CCT ficará disponível no site www.sinfarmig.org.br

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicada em 05/05/17

 

Mais Artigos...