Para falar sobre os “Desafios do Controle Social em Belo Horizonte e no Brasil” o presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e da Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar), Ronald Santos, participou na manhã desta quarta-feira, 24/05, da plenária do Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte – CMSBH ao lado do vice-presidente do Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais – CES/MG, Ederson Alves. Ronald Santos ressaltou que é fundamental garantir o controle social nas gestões em âmbito municipal, estadual e nacional de modo a impedir o desmonte do Sistema Único de Saúde – SUS. 

 

Logo depois, o presidente do CNS também participou da solenidade de lançamento do Curso de Qualificação para Conselheiros Municipais de Saúde do Estado de Minas Gerais e de apresentação da nova Mesa Diretora do CES-MG. O evento aconteceu no Centro de Referência da Juventude, ao lado da Praça da Estação. 

 

Participaram os conselheiros nacionais de saúde Renato Almeida de Barros, representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS) e do segmento dos profissionais de saúde, e Sueli Terezinha Barrios, representante da Associação Brasileira da Rede Unida (Rede Unida), do segmento dos profissionais de saúde e coordenadora da Comissão de Educação Permanente para o Controle Social do CNS. 

 

Também marcaram presença representantes do Governo do Estado, da Escola de Saúde Pública de Minas Gerais, do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais, da Controladoria Geral do Estado, da Ouvidoria da Saúde de Minas Gerais e conselhos municipais de Saúde.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicada em 24/05/17

 

 

 

 

Campanha Salarial - Farmacêuticos Hospitalares

 

Terminou na manhã desta quarta-feira, 24/05, mais uma reunião de negociação coletiva entre o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig, o Sindicato dos Hospitais Clínicas e Casa de Saúde de Minas – Sindhomg e representantes dos 15 hospitais denunciados pelo Sinfarmig por prática ilegal da jornada 12X36 na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Minas Gerais (SRTE) do Ministério do Trabalho (MT). 

 Foram mais de duas horas de diálogo na tentativa de selar um acordo e avançar na pauta de reivindicação dos farmacêuticos hospitalares. Novamente a representação patronal foi intransigente e ofereceu um reajuste ínfimo e, por sinal menor que a inflação do período, além de não aceitarem estabelecer piso salarial para os farmacêuticos hospitalares. 

Entretanto, visando mediar o impasse o Ministério do Trabalho propôs que fossem levadas para discussão em Assembleias, tanto no Sinfarmig quanto no Sindhomg, as seguintes propostas para as campanhas salariais 2016 e 2017:

  

•         Campanha Salarial 2016 

1-     Reajuste salarial de 9,49% para farmacêuticos hospitalares retroativo a data base 1º de junho de 2016. O índice de 9,49% é equivalente a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) nos 12 meses anteriores a data-base (entre junho de 2015 a maio de 2016). 

 

2-     Renovação das demais cláusulas e condições da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) vigente

 

•         Campanha Salarial 2017 

1-     Reajuste salarial de 4% para farmacêuticos hospitalares a partir da data base 1º de junho de 2017. O índice de 4% é equivalente a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) nos 12 meses anteriores a data-base (entre junho de 2016 a maio de 2017). 

 

2-     Autorização para prática da escala especial de plantão 12x36 a partir de 1º de junho de 2017

3-     Renovação das demais cláusulas e condições da CCT vigente

 

O farmacêutico que atua em jornada 12x36 ou 12x60 pode procurar o Sinfarmig para entrar com ação requerendo as horas extras pelos anos trabalhados neste regime considerado ilegal. 

A entidade sindical também orienta os farmacêuticos que recebem adicional noturno inferior a 50% a entrar em contato para entrar com ação contra o Hospital referente ao descumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho.

O Sinfarmig convoca os farmacêuticos hospitalares para uma Assembleia no dia 29/05 com o intuito de avaliar a proposta apresentada. “Estamos no momento mais importante da campanha salarial  e por isso convidamos toda a categoria para acompanhar todo o processo de negociação. Lembramos que esta hora é fundamental para os farmacêuticos hospitalares estarem juntos aqui. Só assim podermos avançar e garantir o cumprimento dos nossos direitos e conquista de uma Convenção mais justa e digna”. 

 

 Serviço:

 

Próximas Negociações:

 

Reunião direta entre Sinfarmig e Sindhomg  

Data: 31/05

Horário: 15h

Local: Rua Carangola, 225 - Sto Antônio, Belo Horizonte

 

 

Reunião mediada pelo Ministério do Trabalho entre Sinfarmig e Sindhomg  

Data: 12/06

Horário: 8h

Local: Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Minas Gerais (SRTE) - Rua dos Tamoios, 596 – Centro - Belo Horizonte

  

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicado em 24/05/17

 

 

 

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa suspendeu dois medicamentos da empresa Brainfarma Indústria Química e um da Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamento. Ao todo são 52 lotes suspensos por causa de uma avaliação da própria Brainfarma que identificou um desvio de qualidade em uma inspeção para investigar as boas práticas do seu laboratório de controle de qualidade.

Os produtos interditados da Cosmed também são fabricados pela Brainfarma, ou seja, embora a Cosmed seja a proprietária e responsável pelos medicamentos, a linha de produção utilizada é a da Brainfarma.

A ação atualiza a interdição anterior feita pela Anvisa. Por isso, a Resolução da segunda-feira, 22/05, anulou as duas interdições publicadas no último dia  03/05. A medida inclui cinco lotes do medicamento Bisuisan, na forma de pó oral e de granulado simples. Esses dois estão registrados pela empresa Cosmed, mas também são fabricados pela Brainfarma.

Produtos interditados:

• Colírio Neo Brasil, solução oftálmica 20ml – 38 lotes

• Gastrol TC, suspensão oral – 9 lotes

• Bisuisan, pó oral – 4 lotes

• Bisuisan, granulado simples – 1 lote

 

Fonte: Anvisa

Publicado em 23/05/17

 

 

 

 

Nova reunião de negociação coletiva está marcada para a próxima quarta-feira, 24/05, entre o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig e o Sindicato dos Hospitais Clínicas e Casa de Saúde de Minas – Sindhomg na  Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Minas Gerais (SRTE). Representantes dos 15 hospitais denunciados pelo Sinfarmig por prática ilegal da jornada 12x36 também estão sendo esperados. 

Além de tentar um acordo para a jornada 12X36, a mediação pretende tratar de toda a pauta de reivindicação dos farmacêuticos hospitalares, que envolve as campanhas salariais de 2016 e de 2017. Após o fechamento da Convenção Coletiva de Trabalho – CCT a previsão é de que os farmacêuticos hospitalares com data-base em 1º de junho recebam os reajustes acertados retroativos a esta data.

Os representantes patronais haviam pedido prazo para realização de Assembleia Geral Extraordinária a fim de consultar os donos de hospitais sobre a possibilidade de oferecem um piso salarial para a categoria. Em troca os patrões legalizariam a jornada 12x36 em CCT. O cumprimento de legislação trabalhista, súmula 444 do Tribunal Superior do Trabalho - TRT é urgente na opinião do Sinfarmig, porque ampara os profissionais que atuam sob este regime.  

Serviço:

Reunião:  Sindhomg e hospitais denunciados com Sinfarmig

Data: 24/05

Horário: 8h

Local: SRTE - Rua dos Tamoios, 596 – Centro - Belo Horizonte

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicado em 22/05/17

 

 

 

 

Vinte e dois lotes do medicamento Haldol (haloperidol) foram suspensos por erro na rotulagem. Os lotes suspensos na segunda, 22/05, traziam no rótulo a indicação pediátrica, o que está incorreto. O medicamento Haldol injetável tem indicação somente para adultos.

O produto é utilizado para tratamento de casos psicóticos em pacientes com esquizofrenia. O erro foi identificado pelo fabricante, Janssen-Cilag Farmacêutica e comunicado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa. A suspensão atinge o Haldol (haloperidol) infetável, 5mg/mL. Agora cabe ao fabricante fazer o recolhimento do produto no mercado

Fonte: Anvisa

Publicado em 23/05/17

 

 

 

 

Farmacêuticos Hospitalares

 

Negociação: Sinfarmig x Sindhomg - Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde do Estado de Minas Gerais

 

Assembleia para elaboração/aprovação da pauta de reivindicações: 02/05/2017

 

 

Data-base: 1º de junho

 

Negociação: nova rodada agendada para 31/05/2107

 

 

 

Farmacêuticos Industriais

 

Negociação: Sinfarmig x Sindusfarq - Sindicato das Indústrias  de Produtos Farmacêuticos e Químicos para fins Industriais no Estado de Minas Gerais

 

Assembleia para elaboração/aprovação da pauta reivindicações: 07/02/17

 

Data-base: 1º de março

 

Negociação em andamento. Uma das principais reivindicações é um piso salarial para a categoria. Também estão incluídas entre as solicitações 30% de adicional para o responsável técnico, a criação, pelos empregadores da Indústria, de um plano de cargos, carreiras e salários; a valorização por tempo de trabalho e a disponibilização do ticket alimentação.    

 

 

Farmacêuticos Analistas Clínicos

 

Negociação: Sinfarmig x Sindlab - Sindicato dos Laboratórios de Patologia, Pesquisa e Análises Clinicas de Minas Gerais

 

Assembleia para elaboração/aprovação da pauta de reivindicações: 24/04/17

 

 

Data-base: 1º de maio

 

Negociação: nova reunião de negociação agendada para o dia 29/05/17 

 

 

 

 

 

 

Na próxima segunda-feira, 22/05, a partir das 14h, a Superintendência de Assistência Farmacêutica de Minas Gerais debaterá com o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig e o Conselho Regional de Farmácia de Minas Gerais – CRF/MG o Programa Farmácia para Todos e o repasse do incentivo para os profissionais.

 

Desde o ano passado as entidades iniciaram um processo de reuniões periódicas para tratar destes e outros temas de interesse para a categoria farmacêutica. O canal de diálogo tem sido um instrumento positivo de busca por mais benefícios para os profissionais e para a população. 

 

Para o Sinfarmig é fundamental criar esta interlocução de modo que sejam articuladas contribuições que possam viabilizar a resolução de várias dificuldades encontradas na implementação destas ações. 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicada em 19/05/17

 

Mais Artigos...