26/04: Sinfarmig cobra do Sincofarma segunda rodada para negociar direitos e manter conquistas de farmacêuticos

Sem Categoria

 

 

  

 

 

Campanha Salarial 2018 – Farmácias, Drogarias e Distribuidoras

 

O Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig encaminhou pedido formal cobrando do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Minas Gerais- Sincofarma/MG agendamento da segunda reunião de negociação coletiva dos farmacêuticos que trabalham em farmácias, drogarias e distribuidoras. É que a abertura do processo de negociação foi o pior de toda a história das campanhas salariais do Sinfarmig. 

A proposta patronal foi avaliada pelo departamento jurídico do Sinfarmig como o maior retrocesso já visto na história das mesas de negociação do Sindicato. A contraproposta rasga a Convenção Coletiva de Trabalho – CCT atual, piorando e excluindo conquistas já consagradas. As mudanças propostas mais chocantes são as que tratam do pagamento de férias, da Lei do aviso prévio, do repouso semanal, do adicional noturno, do trabalho intermitente e da jornada de trabalho para 12x36.

O Sinfarmig insiste na mobilização e participação dos farmacêuticos nas reuniões visando alcançar um nível de diálogo mais elevado com o sindicato patronal. “Esperamos que na próxima rodada de negociações o Sincofarma apresente proposta condizente com a qualificação e responsabilidade técnica dos farmacêuticos em seus estabelecimentos”, ressaltou Junia Lélis.

Para ela, só com a presença e união dos profissionais será possível elevar o nível da negociação coletiva visando manter direitos conquistados e garantir  avanços. “Somente unidos e mais fortes é que teremos nossa voz unida. Ainda espero todos os quais defendemos enquanto categoria, sindicalizando e participando na defesa dos seus próprios interesses e do coletivo”, afirmou.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicada em 26/04/18