19/10: Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade é reativado em BH com apoio do Sinfarmig

Sem Categoria

 

 

O Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade de Belo Horizonte e Região Metropolitana está sendo reativado com uma agenda de atividades intensa que deve atrair não só profissionais da área de saúde, mas também entidades de classe e representantes da sociedade. O núcleo está sendo coordenado pela psicóloga clínica e membro da Comissão de Psicologia Escolar do Conselho Regional de Psicologia de MG, Amanda Ferraz e a psicóloga Luciana Amorim. 

Nesta quarta-feira, 18/10, elas se reuniram com a diretoria do Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais – Sinfarmig, entidade parceira a fim de discutir ações para o Fórum. O núcleo pretende realizar vários eventos para oferecer debates e ampliar o espaço de discussão acerca da medicalização da vida, assim como incrementar pesquisas sobre consumo de medicamentos que vem sendo usados de modo intenso por determinados grupos.

 Na capital mineira, o Fórum havia sido criado em 2013 por representantes da área de saúde, mas ficou inativo até desde dezembro do ano passado quando voltou a ser pauta entre os profissionais. A intenção das organizadoras é buscar parcerias de conselhos, sindicatos e outras entidades para fortalecer a luta contra esse comportamento que não para de crescer. O Fórum existe em nível nacional e regional com núcleos espalhados por várias partes do estado e do Brasil.

No próximo sábado, 21/10, às 10 da manhã o grupo estará na Livraria do Psicólogo para uma roda de conversa sobre o que é medicalização da vida e no que ela impacta a rotina das pessoas já que vem se tornando um hábito cada vez mais comum. 

O fenômeno da criação de novas patologias e a produção de novos medicamentos está em pauta no Fórum, que tem nova reunião ampliada  marcada para o dia 07/11, às 18h, na sede do Sinfarmig. O objetivo é formalizar a parceria de mais entidades e encontrar instrumentos para estruturar o núcleo para colocar o debate na pauta dos cidadãos e construir um trabalho de conscientização sobre os riscos da medicalização da vida. 

No dia 10/11, às 19h, haverá um Seminário aberto ao público sobre Medicalização da Vida na Fafich e uma mesa redonda com especialistas da UFMG, parceiros e profissionais da área de saúde envolvendo várias abordagens, olhares e práticas sobre o assunto.

Na opinião do diretor do Sinfarmig, Rilke Novato, que participa deste debate há anos é fundamental que o tema alcance o maior número de pessoas, que os profissionais da saúde estejam envolvidos e que possamos fazer novos estudos e pesquisas. Amanda Ferraz acredita que é com a diversidade de experiências e percepções que os espaços de discussão serão criados. “É assim que o processo de conscientização terá sentido e poderemos combater a medicalização que hoje é um problema que cresce muito entre nós”, argumentou. 

 Agenda:  

 

 

Roda de Conversa

Data: 21/10 – sábado

Horário: 10h

Local:  Livraria do Psicólogo 

Av. do Contorno, 1390 – Floresta - BH - MG

 

Reunião Interna do Fórum

Data: 07/11

Horário - 18h30

Local: Sinfarmig

Rua Tamoios, 462/12º andar – Centro - BH – MG

 

Seminário com especialistas da UFMG

Data: 10/11

Horário:  19h

Local:  Fafich - UFMG

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinfarmig

Publicado em 19/10/17